Mesquita Muçulmana de Foz do Iguaçu: porque vale a pena visitar.

by Bruno Marangoni – 6 min de leitura

Eu e a Palominha moramos em Foz a algum tempo e, confessamos, ainda não havíamos conhecido a Mesquita. Talvez por que já estávamos familiarizados com a cultura árabe em nossa cidade e por passarmos quase todos os dias nas proximidades dessa bela estrutura arquitetônica.

Mas a visita, que enfim realizamos, nos inspirou tanto que decidimos compartilhar com vocês nossa experiência através deste artigo e de um vídeo em nosso canal no Youtube.

Como chegar até a Mesquita

Ela fica bem pertinho do centro (para ver no mapa clique aqui), cerca de 3km, ou seja, de carro isso dá cerca de 7 minutos. Como no centro há dezenas de pontos de táxi, fica muito fácil se descolar para lá, mas o terminal de transporte urbano (TTU) que fica no centro também é uma boa alternativa.

Para você visualizar todos os atuais pontos de taxi de Foz do Iguaçu é só clicar aqui.

Para quem está pensando usar o TTU tem várias linhas que passam pertinho da Mesquita, mas vou deixar aqui essas opções:
Opção 1;
Opção 2;
Opção 3.

O Passeio

O horário de funcionamento é de Segunda a Sexta das 09h às 11h30 e das 14h as 17h30; e nos sábados das 09h as 11h30. Esses horários são especificamente para a visita interna na Mesquita. Mas, é importante saber que demais horários e feriados há somente a visita externa.

Não há custo algum para realizar o passeio na Mesquita, e isso é muito bom hehe.

O lugar tem umas regrinhas básicas para as visitações como:

Não é permitido usar roupas curtas, nem deixar as pernas à mostra, ou seja, tem que cobrir os joelhos e ombros. Mas para quem realmente não puder se organizar dessa forma é possível alugar na guarita uma Abaya (uma espécie de saia) por R$ 4. E para acessar o interior da Mesquita eles emprestam as mulheres um Hijab que é uma espécie de lenço que cobre os cabelos.

Para visitação em grupos é necessário agendar a visita com antecedência (deixei os contatos todos da Mesquita logo a baixo para vocês).

Eu e a Palominha chegamos lá por volta das 11h da manhã e aproveitamos bastante o local. Uma dica é ir com um tempo para relaxar de baixo das árvores, curtir a sombra e a vista do lugar. Há uma tranquilidade no lugar que nos causa essa sensação de relaxamento incrível.

Há um bebedouro com água super gelada, então não se preocupem, caso esteja muito calor.

Mas para quem quiser ficar no lado de fora até o anoitecer vale muito a pena. Além de um pôr do sol divino, a noite toda a Mesquita fica iluminada com luzes verdes sobre sua cor branca. Um efeito maravilhoso (em breve eu e Palominha retornaremos a noite para documentar e compartilhar aqui com vocês).

Eu e a Palominha somos extremamente curiosos, e vamos chegando logo com um milhão de perguntas kkkk.

Ficamos felizes em saber que é possível levar alguns livretes informativos para casa (caso você faça a visita, não esqueça de levar os seus!)

E fique tranquilo, no interior da mesquita você conta com um guia super simpático que responde todas as suas dúvidas e lhe conta tudo sobre a religião e o lugar.

Sobre a Mesquita Omar Ibn Al-Khattab

Ela foi inaugurada em 1983 e possui uma área construída de 1.248 metros quadrados, sendo 850 dedicados ao espaço de orações que pode abrigar 850 pessoas no seu interior.

Quando o projeto foi executado, ele foi considerado super audacioso, já que era o maior vão livre de cúpula em concreto armado da América Latina.

Essa edificação possui duas belas torres brancas de 31 metros cada um, onde em 5 vezes ao dia os chamados para a oração são realizados.

Chamamento para convocar fiéis as orações

Este é o Chamamento da Mesquita Omar Ibn Al-Khattab – Foz do Iguaçu Você já ouviu?

Posted by Jovens Nômades on Saturday, April 1, 2017

No interior é possível ver inúmeros arabescos e detalhes com motivos religiosos nas paredes. Um charme, rico em cores.

Restaurantes

Na frente da Mesquita (sim, só atravessar a rua, rsrs) tem dois restaurantes deliciosos que você pode fazer suas refeições.

Por exemplo, eu e a Palominha decidimos almoçar por ali, já que pretendíamos passar a tarde fotografando também.

No “Líbano Lanches” degustamos 3 esfihas deliciosas, que nem conseguimos comer tudo rsrsrs. Escolhemos uma esfiha tradicional de carne (minha favorita), uma de queijo e uma de pizza. Com as duas garrafas de água que pegamos ficou no total de 40 reais, super em conta.

Na “Albayan Doceria Árabe” a Palominha fez a festa rsrsrs. Comeu doces de pistache (que são os preferidos dela), semolina e tamara. Os doces são incrivelmente deliciosos, a maioria tem uma massa folhada, e todos, absolutamente todos são de enlouquecer rsrsrs.

Consumimos 4 doces, uma água com gás e 1 café expresso duplo e ficou R$ 14.

Visão geral

É um passeio fácil, para absolutamente todos que veem para Foz, poderem fazer. É bem pertinho do centro, não é um passeio extenso, você pode associal com uma de suas refeições e conhecer um pouco mais da tradição árabe que é muito forte na cidade. Por ser um passeio que não custa nada, ele rende ótimas fotos (inclusive veja algumas que publicamos em nosso Instagram clicando aqui ou as outras que publicamos em nossa Fanpage clicando aqui) e que também sempre gera aquela impressão nas pessoas: “Nossa não sabia que tinha isso em Foz, que legal!”

Portanto, recomendamos sim o passeio, seja para fazer com o Mozão, com a família, com os amigos ou até mesmo sozinho.

Contato da Mesquita

Rua Meca, 599 – Jardim Central – Cep: 85.864-410
Fone +55 45 3573-1126
Email contato@ccbi.org.br
Instagram aqui
Facebook aqui

Vídeo especial sobre a visita a Mesquita

E você, ficou com vontade de conhecer a Mesquita ou comer um doce árabe?
Gostou do post? Deixe um comentário e compartilhe com seus amigos!

Um abraço, Bruno Marangoni, um Jovem Nômade.

Bem-vindo ao estilo de vida: Jovem Nômade!

Amamos o que fazemos, amamos nosso estilo de vida Jovem Nômade e queremos compartilhar isso com você através de nossas experiências. Nos comprometemos a registrar tudo o que vivenciarmos e compartilhar com vocês através de nosso Blog e de nossas redes sociais:

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *